quarta-feira, 26 de maio de 2010

AMOR>SACRIFÍCIO>INTIMIDADE>SANTIDADE (Parte I)

Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos, se não tiver amor, nada serei. Ainda que eu tenha fé tamanha, ao ponto de transportar montanhas, se não tiver amor, de nada valeria. Posso ter todo o conhecimento do mundo, ser um homem sábio, ter riquezas, mas se eu não tiver amor... O amor é a base para tudo; Jesus uma vez disse: ame ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e ame ao seu próximo como a ti mesmo...
Mas que tipo de amor estamos vivendo hoje? No presente momento estamos vivendo o amor do: vinde a mim, amo quem me ama, amo pelo tipo de roupa que você usa, amo você conforme o tamanho da sua riqueza...amo, amo, amo. Amo tudo, menos ao meu Deus, amo todos que estão a minha volta, mas não pisa no meu calo...Imagine se Deus fizesse a mesma coisa conosco. Pensando de uma forma, Ele nos criou, e nós nos afastamos Dele. Porém na sua infinita misericórdia e amor Ele se compadece de nós e nos envia o Salvador, aquele que morreria por nós. Somos conquistados na cruz do calvário. Sim, ótimo né!? Mas agora imagine se sua salvação dependesse de quanto você tem no banco? Ou talvez dependesse do amor que você tem pelo seu irmão?Ou ainda pelo tipo de roupa que você usa? Tenho certeza que seria trágico. Bom, mas você pode dizer: eu tenho dinheiro, seria salvo!!! Claro que não, Jesus falou: mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha a um rico herdar o reino dos céus; sabe porque? Porque nós despositamos nosso amor em algo que temos! Precisamos hoje gerar amor pelo Senhor, precisamos gerar amor pelo próximo, amor por almas; como podemos dizer que amamos nosso Deus se, nosso irmão que está do nosso lado nós não conseguimos suportar. Precisamos amar para gerar em nós o caráter de Cristo. Pense, por nos amar Deus deu o seu único filho para morrer morte de cruz, a pior morte que alguém poderia ter, isso por amor. O amor de Deus por nós gerou um sacrifício. Qual parte de nós, temos sacrificado por amar a Cristo?



To be continued...

Este será um post em 4 partes...

Nenhum comentário: